Hoje você vai conhecer o Messi, um puma que vive com seus amáveis tutores chamados Mariya e Aleksandr Dmitriev na Rússia.

O casal conheceu Messi no Zoológico de Saransk em Penza, Rússia, quando ele tinha apenas 8 anos de idade, e decidiram que queriam o Messi como uma parte de suas vidas e queria adotá-lo.

Messi foi um dos três filhotes de puma que nasceram no zoológico.

Todos eles foram ganharam nomes em homenagem a jogadores de futebol famosos para celebrar que a cidade russa iria receber 4 partidas da Copa do Mundo.

Além de Messi, os outros dois filhotes se chamavam Suarez e Neymar.

No entanto, um dos filhotes, Messi, foi vendido para o zoológico quando tinha três meses de idade e sofria de problemas de saúde.

Como o zoológico era incapaz de cuidar totalmente do filhote doente o casal rapidamente se apaixonando por ele, o casal suplicaram ao zoológico e perguntaram se poderiam comprá-lo.

De acordo com Mariya, Aleksandr, 38, sempre sonhou em ter um felino grande, “Ele sempre pensou em ter um lince – nunca um puma.

É difícil de explicar, mas acreditamos que ter este puma faz parte do nosso destino. ”

“Então fomos ao zoológico e começamos as negociações para comprar o Messi.
Ficamos surpresos quando eles concordaram. ”

Cuidar de um gato grande como o Messi não é como cuidar de nenhum outro animal doméstico e foi um desafio para o casal em muitos aspectos.

O Messi é um animal selvagem, por isso ele necessitava de muitos cuidados médicos e muita atenção, quando ele chegou para o casal estava muito fraco.

O casal conseguiu cuidar do Messi, mas ele só cresceu dois terços do tamanho normal de um puma médio.
“Ele é como um cachorro. Começamos a levá-lo para passear, passo a passo.

Eles queriam que o Puma fosse adestrado, por isso procuram um treinado para animais selvagens, mas não encontraram.

Depois de procurar muito conseguiram um treinador de cachorros que aceitou o desafio de treinar o Messi. Agora Messi aprendeu 10 comandos diferentes.

O Messi, o puma, tem mais de 500 mil seguidores em seu Instagram @I_am_puma e mais de 175 mil assinantes em seu canal do Youtube.

Muitas pessoas criticam a atitude do casal, mas o casal se justifica que acreditam que ele não sobreviveria na selva ou ao lado de outros animais, pois nunca viveu sozinho na selva e esteve com o casal desde que era filhote.

“Claro que é muito perigoso ter um gato tão grande em casa, mas Messi é um animal especial”, disse Mariya ao Mirror.

Fique à vontade para compartilhar essa história com seus amigos nas redes sociais para ver o que eles acham!