Cachorro

Cães Abandonados Que Viviam No Esgoto Faziam Companhia Um Ao Outro Por Semanas

Cola e Pepsi tinham pavor de humanos e por isso se esgueiravam pelos canos de esgoto fugindo do mundo, mas seu destino estava prestes a mudar graças a uma equipe disposta a enfrentar o lixo por eles.

Quando Elded Hagar, fundador da ONG Hope For Paws, da Califórnia, Estados Unidos, recebeu um telefonema sobre um par de poodles, irmão e irmã, que viviam nos túneis de esgoto embaixo de uma rodovia, ele não tinha ideia do quão difícil seria resgatá-los.

Ele e outra voluntária, Vanessa Enriquez, rastrearam os cães dentro do sistema de esgoto sob uma estrada de Los Angeles.

Uma família que se compadeceu da situação dos animais estava deixando comida e água para os cachorrinhos, mas eles tinham verdadeiro pavor de humanos.

Hagar e Enriquez bloquearam um lado do túnel para poderem alcançar os cães, e então começaram a rastejar lentamente para cada vez mais perto do par assustado.

Os dois cães haviam sido brancos uma vez, mas morar no esgoto havia tornado seu pelo emaranhado e preto de sujeira. O irmão e a irmã se aconchegaram um no outro enquanto os estranhos se aproximavam.

Mas Hagar falou com uma voz calma e tranquila, garantindo aos cães que ele estava lá para ajudá-los. Ele e Enriquez deslizaram suavemente as pontas pelo pescoço dos cães e começaram a tirá-los do cantinho onde eles se espremiam.

O irmão, que estava protegendo sua irmã, começou a se mostrar receptivo com os socorristas e lentamente se aproximou deles – mas a garota se afastou, ainda assustada e insegura do que estava acontecendo. Hagar gentilmente estendeu a mão e acariciou-a para acalmá-la.

Lenta, mas seguramente, os voluntários estimularam os cães assustados a acompanhá-los para fora do túnel de esgoto onde estavam vivendo – o tempo todo rastejando pelo lixo e garrafas vazias que afastavam com as mãos e com os joelhos.

E gradualmente os cães começaram a aceitar que essas pessoas estavam lá para ajudar. Eventualmente, até a irmã cautelosa se deixou puxar para o colo de Enriquez.

E então, finalmente, Hagar e Enriquez chegaram ao fim do túnel – saindo para a luz com os dois cães.

Eles ainda estavam assustados, mas pareciam entender que estavam se despedindo permanentemente da vida solitária e difícil que haviam passado nos esgotos.

Hagar levou os cães a uma clínica de animais, onde eles receberam os cuidados de que precisavam – incluindo banho e tosa. Hagar ficou com eles enquanto tomavam seu banho e recebiam um corte de cabelo, oficialmente se despedindo de suas vidas antigas.

Hagar decidiu chamar os irmãos de Cola e Pepsi, de acordo com informações do The Dodo.

Depois de um bom e revigorante dia no spa, Cola e Pepsi eram cães completamente diferentes. Limpos, felizes e brincalhões, eles pulavam com os humanos que os haviam salvado apenas horas antes.

Cola e Pepsi até tiveram uma visita muito especial: a família que deixava tigelas de comida e água para ajudá-los a sobreviver passou por lá para dizer olá.

Ninguém conseguiu segurar o sorriso e a emoção – incluindo Cola e Pepsi.

Os dois cachorrinhos agora estão seguros e felizes – mas ainda precisam de um lar. Cola e Pepsi estão disponíveis para adoção no abrigo Maltese Rescue California.

Mesmo esperando um lar, Cola e Pepsi já têm um final muito feliz embaixo de suas coleiras. Muito bem meninos, vocês merecem.

veja o vídeo :

Deixe um comentário